Review – ToeJam & Earl: Back in the Groove

A estranheza dos jogos antigos apresentada para uma nova geração

Descobrir novos jogos no passado sempre era uma aventura. Sem o advento da internet para saber algo como a jogabilidade, o mais próximo de informações estavam nas revistas. O mais comum era ter jogabilidades conhecidas, comparáveis à outros títulos, em outras casos era visto coisas novas e até mesmo estranhas. Como uma forma de mostrar toda essa esquisitice fascinante dos anos 90, ToeJam & Earl: Back in the Groove demonstra que sair da zona de conforto pode ser muito bom.

ToeJam & Earl: Back in the Groove traz a dupla de aliens apresentada há 28 anos atrás dando um rolê pela Terra. Ao tentar impressionar algumas garotas dentro da nave emprestada de um amigo, ToeJam e Earl ativam um buraco negro e acabam perdidos e tendo que achar peças para poder voltar para casa. A aventura aqui é pouca ortodoxa, as plataformas dão lugar a um mapa aberto, cheio de interações. Muitas vezes o game funciona quase como um point n’ click, onde é preciso encontrar os itens corretos que interajam com os personagens.

ToeJam & Earl: Back in the Groove mesmo sendo fora da curva, é uma experiência relaxante. Não há urgência ou cenas frenéticas de pura ação, aqui as coisas seguem mais o tempo do jogador. Mesmo que a pessoa tenha problemas para avançar, existe algo que pode ser feito do cenário que levará, eventualmente, para o objetivo daquele nível. Como já conhecido da série, a trilha sonora ainda é ótima. As batidas de hip hop anos 90 mesclam muito bem com o visual e design dos protagonistas.

Outro ponto que precisa ser abordado sobre ToeJam & Earl: Back in the Groove é a design. Sabe como atualmente as pessoas buscam a nostalgia dos anos 90? Então este jogo traduz perfeitamente a época. As cores chamativas, misturado com padrões coloridos lembram até a abertura de programas de TV daquela década. Até mesmo nas gírias, ToeJam e Earl podem ser um grande reflexo dos anos 90.

ToeJam & Earl: Back in the Groove explora uma linguagem peculiar dos videogames, respeitando o que foi construídos nos títulos passados da série. Em um primeiro momento tudo pode parecer simples, sem grandes desafios, mas logo é possível entender o que o jogo tem a dizer. ToeJam & Earl: Back in the Groove seja talvez a melhor forma de mostrar o que foram os games em tempos antigos e que agora são história. Nota: 8/10 tempos bons que não voltam nunca mais.

Kaio Augusto

Uma pilha gigante de referências. Perdido entre produções orientais e ocidentais, seja nos games, música,literatura, cinema ou quadrinhos. Gasta horas pensando em aventuras de RPG de mesa, teorias malucas ou apenas o que fazer em seguida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *