Crítica – WiFi Ralph: Quebrando a Internet

Referências a perder de vista

Recheado de referências a jogos antigos, fazendo com que jovens e adultos se emocionassem no cinema com tanta nostalgia, Detona Ralph foi um sucesso quando lançado em 2012, sendo lembrado e aclamado até hoje. Com WiFi Ralph vamos além, com referências não apenas a jogos, mas também filmes, animações, sites e redes sociais e até mesmo memes!

Começamos no fliperama, com a adorável e já conhecida dupla Ralph e Vanellope se divertindo nas horas livres, pulando de um jogo para outro. Porém, Vanellope está infeliz com a mesmice de seu jogo. Ralph prontamente tenta ajudar, o que acabou causando um desastre, deixando o Corrida Doce quebrado. Para consertar isso, os dois amigos decidem ir para a Internet, fazendo jus ao nome do filme. Literalmente e figurativamente.

A trama é bem simples, mas o que deixa a animação divertidíssima são os easter eggs. Diversos personagens queridos e conhecidos aparecem, mesmo que rapidamente, como Buzz Lightyear, Homem de Ferro, Capitão América, Stormtroopers, C-3PO e, é claro, as princesas da Disney.

A aparição das princesas é uma cena genial. Satirizam os clichês encontrados em seus filmes e também suas personalidades (especialmente da Ariel) e até mesmo o fato de certa personagem ser de outro estúdio e falar diversas gírias atuais, mas que nenhuma outra princesa entende. Vale citar também que Shank (dublada no original pela Gal Gadot), a personagem durona e descolada do jogo Corrida da Morte, rouba as cenas nas quais aparece e é uma ótima adição à animação.

Mas WiFi Ralph é mais do que personagens icônicos. É um universo colorido e bem feito, e a  cada lugar que olhamos, vemos algo familiar: Instagram, Ebay, Google, Pinterest, pop-ups, memes, piadas sobre a barra de busca e corretor ortográfico, curtidas, vídeos que viralizam,  ad-blocks, deep web e mais uma infinidade de coisas. E também nota-se uma clara evolução visual, tudo é bem detalhado.

Apesar de tanta coisa que enche os olhos, a animação não é perfeita. O maior conflito da trama acaba sendo secundário e, consequentemente, resolvido rapidamente. Isso faz com que certos momentos do longa não sejam tão marcantes ou causem tanto impacto como acontece em Detona Ralph.

De qualquer modo, WiFi Ralph é uma animação que, novamente, vai divertir jovens e adultos, além de passar uma importante mensagem sobre insegurança, amizade e possessividade. E ainda conta com duas ótimas cenas pós créditos!

WiFi Ralph: Quebrando a Internet estréia dia 3 de Janeiro nos cinemas.

Texto por Louise Minski

Otto

Um rapaz que fez do hobby um trabalho. Sempre interessado em aprender e conhecer mais. Gamer desde criança e aficionado por Board games. Altas madrugadas jogando e trabalhando incansavelmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *